Patologia em fachada de edifícios revestidos com placas cerâmicas.

As Juntas de Movimentação têm a função primordial de aliviar as tensões provocadas pela movimentação da base e do próprio revestimento.

As juntas de movimentação devem ser preenchidas com selante poliuretano flexível, sempre com instalação de delimitador de profundidade e com garantia de dimensões em que a largura deve ser o dobro da profundidade da junta.

A foto apresenta patologias em uma junta de dilatação executada na fachada de um condomínio que foi periciado e podemos observar que o selante apresenta perda de adesão ao substrato (laterais), sendo um dos mais comuns problemas em juntas de fachadas, pois implica na perda de função do selante, resultando em problemas de estanqueidade no sistema de revestimento, ocasionando infiltrações nas unidades privativas.

A falta de cuidados, procedimentos e de materiais corretamente especificados no momento da execução proporcionam esse tipo de patologia. O selante deve estar aderido apenas nas laterais da junta, pois caso esteja também aderido ao fundo da junta, sua movimentação é prejudicada e ocorrerá rompimento nas bordas.
Destaca-se a importância da realização de manutenção periódica em todas juntas anualmente.
Além disso, você sabia que de acordo com a norma da ABNT NBR 13755:2017 recomenda-se que a distância entre as juntas horizontais não seja ser superior a 3m e as juntas verticais a cada 6m? Neste aspecto verificou-se que o prédio está de acordo com a norma.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *